quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Sob a sombra da lua cheia - parte 04




Capítulo 02 
O VALE DOS LOBOS


       No dia seguinte,  reaparecia por trás das serras o sol. Então, o vale dos lobos se tornava visível mais uma vez: era o amanhecer de um novo dia. Para qualquer direção que se olhasse, podia se ver o verde vivo da bela paisagem com as montanhas ao longe. Podia se sentir um frescor gostoso, o perfume das flores e do mato no ar. O orvalho ainda umedecia a relva, e a vida dos moradores da região  ao poucos ia retomando o ritmo habitual.
         Sentado à cerca do imenso curral de seu rancho, David Moore, um dos mais ricos rancheiros do vale dos lobos, observava um pequeno grupo de homens lidando com o gado. Dava-lhes ordens em voz alta a qual se misturava aos berros potentes dos animais. Levantar-se cedo para administrar a sua propriedade era um hábito prazeroso. Tinha  cerca  de cinquenta  e  cinco  anos, porém,  a vontade    e    disposição   de um rapaz  de  vinte. Olhava para o interior do curral, quando  sentiu um leve toque no ombro. Girou a cabeça para ver quem era, depois disse:
--- O que faz aqui tão cedo, filha? A bela moça sorriu. E respondeu:
--- Vou cavalgar um pouco, papai.
--- E a sua mãe... já acordou?
--- Sim. Está nos esperando para a refeição matinal.

Chamava-se Carrie. Tinha vinte e quatro anos, olhos verdes e brilhantes como esmeralda lapidada, cabelos lisos, loiros, pele clara e bem cuidada. Os traços de seu rosto eram perfeitos, mas delicados como uma flor. David Moore e sua família moravam numa aconchegante e espaçosa casa de dois andares em seu rancho. Era uma espécie de sobrado. Na parte inferior, podia  se  ver  uma  varanda   que abrangia toda a frente e uma lateral.  Ao fundo da residência, um extenso pomar com diversas árvores frutíferas. E, um pouco mais além, podia se avistar ao longe um gigantesco “tapete verde”: eram as pastagens de ótima qualidade que ali cresciam para alimentar e nutrir o gado robusto e numeroso.
Postar um comentário